Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vã Idade

Gaveta para texto típicos da idade: (va)idade, (in)genuidade, (in)felicidade, (i)maturidade e...

Gaveta para texto típicos da idade: (va)idade, (in)genuidade, (in)felicidade, (i)maturidade e...

Vã Idade

23
Dez19

E por que o Natal é festa de Família... Love U, Love U Not

Vera Tecla

Queridas Mães e queridos Pais

E por que o Natal é festa de família...convém lembrar que é na família que ocorrem as mais vis agressões a bebés e crianças, mas também a adultos e seniores. (Vão viajar com a familia, para outras familias?)

Não estou a pensar só nas agressões de ordem sexual - como bem ilustra a  notícia de hoje, com a leitura da sentença do tio e o pai/padastro pedófilos de Águeda perpetada a bebés e crianças da própria familia.

Penso também noutro tipo de agressões mais "toleradas" como espancamentos, humilhações verbais, tortura psicológica, abandono e negligência.

Palavras difíceis para: murros, pontapés, gritos, insultos, ameaças, indiferença e "uns dias gosto de ti, e outros dias não gosto".

Estou aqui para lembrar que essa situação não vai parar. Não vai melhorar.

Na realidade, só tende a piorar.

E quanto mais escondida, pior vai ficar.

Ninguém vai fazer magia por vocês e resolver tudo. Não é assim que funciona. Lamento.

Não quero empurar ninguém a fazer o que não quer ou não consegue.

Tome o seu tempo. Tomem o vosso tempo.

E assim que conseguirem, comecem a pedir ajuda e criem um plano de escape.

Às vezes, só quando reconhecemos e aceitamos que estamos numa situação inaceitável é que conseguimos dar o primeiro passo. Coragem!

E nem sempre temos ajuda ou compreensão dos nossos próprios pais. Não fique dependente disso.

É muito frequente os pais não ajudarem. E até sabotarem inicialmente.

Não gaste energia a convencer quem não a/o quer ouvir. Pois também eles vivem na fantasia da « família feliz » e não querem acreditar que ela não existe e que afinal se trata de uma « família-pesadelo ».

Ou se calhar não querem problemas para o lado deles. Quem sabe?

A vida é injusta. Já o sabemos.

Sugiro que adicione, se for o caso, os números úteis ao seu telemóvel: os de denúncia e os de desabafo anónimo.

Podem dar jeito numa crise.

Bom, e agora deixa-me cá continuar a tratar da minha família...não vá o diabo tecê-las. (não acontece só aos outros.)

Estou convosco aqui e em espírito. Tudo de bom! 

 

Os serviços da APAV são GRATUITOS e CONFIDENCIAIS.
 
  • Chamada Gratuita - 116006  -  Linha de Apoio à Vítima. Dias úteis das 09H-21H
  • SKYPE: apav_lav
  • Linha Internet Segura: 800 219 090   [Denuncia de Conteúdos Ilegais]
 

112 - é o Número Unico Europeu de Emergência da União Europeia.  A chamada para o 112 é atendida de imediato pelos centros de emergência que acionam os sistemas médico, policial e de incêndio, consoante a situação verificada.

 

Leituras recomendadas:

https://apav.pt/apav_v3/index.php/pt/

No site da APAV, na barra do lado direito, têm informação por tipo de crime:
  • [crianças e jovens vítimas de violência sexual]
  • [cibercrime]
  • [Violência Doméstica entre pessoas do mesmo sexo é crime]
  • [Levar o Stalking* a sério. *Stalking é assédio persistente]
  • etc
  • Também há apoio para Surdos (com Liguagem Gestual)

      Felizmente, há muita informação. Muito interessante.!!! 

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/criou-uma-rede-de-pedofilia-e-pornografia-infantil-a-partir-de-um-ferro-velho-em-agueda-hoje-conhece-a-sentenca

 

22
Dez19

O Natal chegou mais cedo

Vera Tecla

O meus planos para o meu dia de Natal eram especiais.

Logo pela manhã, gostaria de ir tomar um café a uma das poucas cafetarias históricas abertas nesse dia. O lucro é para dividir pelos empregados. Mas nem isso os torna mais simpáticos. Vou lá pela « normalidade »  que nos dá a sensação de tomar um café ao balcão logo de manhã. Num sítio fora da rota habitual. E uma azevia...quem sabe?

Depois retiro-me para fazer uma bela caminhada num sítio verde, bonito e perfumado. Espero que haja corredores (runners) a povoar o espaço para me sentir mais segura.

Como já não celebro o Natal e vou ficar com a casa por minha conta, ia aproveitar a tarde para fazer algumas limpezas de fundo, curtas e rápidas. Mas que me trazem dividendos e sorrisos para o próximo mês.

Ao final do dia gostaria de vir a pé desde o rio até casa e ver o que vêem os turistas: as luzes e brilhos de Natal.

Só que...fui tomar a vacina da gripe há quatro dias...

A farmacêutica até me disse: « está a tomar a vacina um pouco tarde, não é? »...

« - É verdade, mas com filhos pequenos é assim: o tempo é deles. Têm estado com gripe. Muita sorte em conseguir vir hoje.»

Suspeito que possa ter contribuído para eu estar com febre e dores no corpo desde ontem.

É sempre assim, não é?

Fazemos planos e depois... a vida acontece...

De modo que agora, com a casa já vazia,  eu, a minha gripe e o meu chá de limão 🍋  vamos ver um filme infantil, « Bailarina » 👏 👏 , como mote de preparação para festejar o Ano Novo a bailar e já sem gripe.

Eu sei que há pessoas que têm pena dos meus planos para passar sozinha a quadra natalícia.

Mas somos todos diferentes e queremos coisas diferentes, em diferentes momentos da nossa vida.

Para mim, neste momento, ter tempo e liberdade para fazer as coisas ao meu ritmo traz-me Paz. E esse é o meu grande Luxo de Natal.

Não é para todos! 

Que o digam os meninos Sírios e Afegãos do campo de refugiados de Lesbos... como é aquilo se vai resolver não sei... já era assim há um ano atrás e só piorou.

 

Leituras sugeridas:

Bailarina (2017) | aventura, comédia musical

A Bailarina | Trailer Oficial (pt-br)

(disclaimer: « nunca desista dos seus sonhos » A vida mostra que às vezes é MUITO saudável desistir dos nossos sonhos, mas não é isso que gostamos de ouvir e nem é isso que vende filmes  ;-)  )

SNS 24 - A vacina pode provocar a gripe?

« Não. A vacina contra a gripe não contém vírus vivos, pelo que não pode provocar a doença. O que pode suceder é as pessoas vacinadas poderem contrair outras infeções respiratórias virais e para as quais não há vacina. »

BBC NEWS | 17 Dec 2019 - vídeos - Lesbos migrant camp children 'say they want to die'

PÚBLICO | 09 Jan 2019 por João Ruela Ribeiro: «O campo na ilha de Lesbos está sobrelotado com cinco mil pessoas a viver num clima de insegurança constante. Há mulheres que preferem dormir com fraldas do que arriscar uma ida à casa de banho de noite.«

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub